Skip navigation

Monthly Archives: janeiro 2005

O que será que será?
O que será que me dá?
O que será que será???
O que se será que se há?
O que será, o que será??
O que será é o que há.
E o que será o que se há?
Será que se há? Será que será?
O que será que me dá?
Se há de ser o que será,
o que será que se há?

Anúncios

No escuro da noite
vejo sombras.
Improváveis sombras,
possíveis sobras.
Palpáveis sombras
de invisíveis luzes.
Deitado, insone, penso.
Como sempre insone,
como sempre mente,
noite após noite.
Num minuto uma hora,
Num segundo outra hora.
Aurora. Luz. Adormeço.